A culpa é do endocrinologista?

Início este artigo contando a minha própria historia. Senti que meu peso havia passado dos 03(três) dígitos, e busquei através de indicações um especialista que domasse meu corpo e o transformasse na referência física, que enquadrasse minha estética dentro dos padrões exigidos pela indústria da moda. Diante do doutor observei que  não me tocava, apenas escrevia, porém com sua caneta mágica descrevia meu manual de normas e assinaria o veredicto final, acreditando rever em noventa dias um Gianecchini, guardando as medidas e proporções.

Ledo engano, os procedimentos estavam escritos, porém dependia do ator principal (eu), decorar o papel e contracenar diante da geladeira, do churrasco e dos aperitivos um derradeiro e sonoro não. Enfim, lá se foi mais uma oportunidade de retornar meu capital investido e sentir-me confortável e satisfeito com meu endocrinologista. Traduzo minha experiência para o mercado de Franchising, todos querem sucesso Franqueador e Franqueado, todos querem a independência profissional, mas Franquia é para os fortes. Encontrei um culpado, o endócrino, mas não analisei minha conduta.

Desde 1993 comercializamos e formatamos franquias, e observamos que no insucesso alguém quer encontrar um endocrinologista. Muitos investidores ainda não se deram conta que franchising não é sinônimo de sucesso e sim uma receita dele. A atual crise financeira mundial é o maior de todos os fantasmas para os fracos, que deseja fazer um investimento seguro em franquia mesmo que inseguro. No meio de tanta incerteza, formatar sua franquia, após um analise fiel de sua franqueabilidade, ou adquirir uma franquia, são algumas das melhores opções. Para empresas que desejam expandir através de capital de terceiros ou para investidores em busca diminuição de margem de risco na abertura de uma empresa própria.

Para os empresários o crescimento através do advento do franchising é um desafio,  muitas variáveis serão fundamentais para o tão sonhado resultado positivo de seu franqueado. Em um processo de formatação ou na escolha de uma franquia a Lei 8955 é a vértebra das relações,  mas muitos (comprador e vendedor) não são atentos e esquecem de dar atenção a cervical, também responsável pelos movimentos da rede.

Enfim, quando ambos (franqueador e franqueado) acertam em suas relações o sucesso é uma conseqüência, é inerente. Comprar uma franquia ou formatar só visando o dinheiro é um erro, antes de entrar no mercado de franchising, pense em fazer oque gosta todos os dias, que você nunca precisará trabalhar!

 

Gilson Ferraz Junior

Consultor de Franquias – CEO Casa da Franquia

MBA – Gestão Estratégica de Negócios – Professor Coordenador Universitário


Compartilhe em suas redes sociais: